Uruguai: Montevideu, Colônia do Sacramento, Cabo Polonio, Puntas e o charme latino

Era como a maioria das pessoas na contemporaneidade: marionetes que acreditam que o poder está no ter. Encorajado a manter o vício através da tecnologia e da cultura do consumo que provocava sua constante insatisfação, vivia em uma cegueira ilusória projetando como deveria ser, norteado pelas fotos do Instagram, pelo feed do Facebook, pelo casamento perfeito, pelo emprego ideal, pelo número de likes, por tudo que tinha fora e não dentro de si. Uma vida guiada por propagandas de revistas de moda e reality shows.

Por mais que tivesse certeza que não era assim, estava infiltrado no seu inconsciente e poluía sua cultura e estilo de vida. Achava que quanto mais trabalhasse, mais seria reconhecido, e quanto mais fosse reconhecido, ganharia mais. E assim seguia para manter o que supostamente conquistou. Um ciclo que o fazia vender a alma para comprar a vida.

Aos 27 percebeu que era necessário mudar a política do pensamento: começou a passar mais tempo fazendo algo por si mesmo do que tentando impressionar os outros. Percebeu que se não passasse tanto tempo buscando ser bom, seria melhor. Observou que quanto menos tempo procurava ser lembrado, mais era lembrado. Entendeu que a saúde é a alegria do corpo e a alegria é a saúde da alma.

Desligou a internet. Leu mais livros. Achou frutos no fracasso. Viajou. Compartilhou mais ideias e menos imagens. Retribuiu o que foi lhe dado à sua maneira. Reconheceu o limite do seu conforto. Abraçou mais, conhecidos e desconhecidos. Reclamou menos, agradeceu. Conheceu novas culturas e formas de viver, mesmo que não estivessem tão longe dele: a rã que está presa no poço não entende o mar. Só entendeu quando se desprendeu.

E não estava com a soberba da razão, era um aprendizado diário compreender a desconstrução. Desconstruir a vida que fomos educados a ter nos últimos séculos. Cambaleando na coragem encarou as mudanças e o que elas lhe trouxeram. Começou pelo pequeno, desapegou das quinquilharias e buscou um espaço menor quando percebeu que nada é o externo se comparado com a infinitude interna. Comprava somente o que realmente precisava, por que não havia algo de errado no consumismo, mas sim no consumismo compulsório. Começou a ser mais feliz.

Viajar de carro para o país vizinho Uruguai, com uma pessoa tão diferente da qual ele era, o fez perceber algumas dessas coisas. Era lindo. Com um sorriso sincero e sapatos furados que usava há pelo menos cinco anos - e não é que não pudesse comprar novos, muito pelo contrário, ganhava e trabalhava mais do que ele. Simplesmente preferia investir em outras coisas. Simplicidade. Essa é a palavra a qual descobriu o verdadeiro significado com o seu irmão.

Os uruguaios possuem uma simplicidade e calmaria que tornam o país um tanto encantado. Um país pequeno que sabe que menos é mais. Mais verde e menos cinza. Meio europeu, meio índio, meio mestiço. Mais sinceros e transparentes. O país menos corrupto da América Latina, que soube manter os valores espirituais mesmo diante do progresso econômico. O país que dança cumbia e candombe como se rezasse com as pernas.

Observou tal ideal, tomou-o para si, e questionou o que aconteceria se fugisse para lá definitivamente e não voltasse, deixando pouco para trás. Percebeu que era contraprodutivo pensar dessa forma, afinal sempre que recordasse estaria de volta ao país, como um retrocesso emocional. Pregas da memória. Mentir para quê? Se as mentiras mais cruéis são frequentemente ditas em silêncio.

E nunca mais se esqueceu de usar os seus pulmões com toda a vontade de viver. Carpe Diem, meu amigo, vivendo e aprendendo.

"A única maneira de lidar com esse mundo sem liberdade é tornar-se tão absolutamente livre que tua mera existência seja um ato de rebelião".

Albert Camus

SABIA QUE? Com cerca de 3,5 milhões de habitantes, sendo que quase metade deles reside na capital Montevideu, o Uruguai está entre os menores países da América Latina. Fundado em 1680, é um dos países com melhor qualidade de vida e desenvolvimento econômico mais estável do continente. A sua capital, Montevideu, tem uma cultura efervescente quando se trata de teatro e bibliotecas. A língua nacional é o espanhol castelhano e o clima tem as estações do ano bem definidas. Quem o visita pode se preparar para beber um bom mate, comer um churrasco delicioso e assistir à um por do sol inesquecível e especial, que se dá por conta da localização geográfica do país. O sol inclusive é um dos símbolos e faz parte da identidade do Uruguai, está presente na arte, em vários estabelecimentos e até mesmo na bandeira. O país tem mais de 10 milhões de vacas, quase três para cada habitante, por isso a carne bovina é de excelente qualidade, assim como os alimentos derivados do leite, como os sorvetes e outros doces. Para quem viaja ao Uruguai de carro, vale lembrar também que os postos de gasolina do país não aceitam pagamento em dinheiro das 22h às 6h, somente em cartão - nenhum deles, nem mesmo na capital Montevideu.

VOCÊ PRECISA CONHECER:

Castillo Pitamiglio - para quem gosta de arquitetura, história e esoterismo. É um castelo que fica localizado perto da praia do bairro Pocitos em Montevideu.

Pocitos - é um bairro histórico de Montevideu com cafés, restaurantes e orla da praia, chamada lá de rambla (toda orla de praia tem o nome de rambla). É lá que fica também o letreiro de Montevideu.

Chivito - é um dos pratos típicos do Uruguai, um sanduíche que vem aberto com batatas, ovo, carne, ramón e salada.

Parrilla - churrasco típico uruguaio, feito "ao vivo". Diferente do churrasco brasileiro, na parrilla a madeira ou o carvão são queimados separadamente, evitando que a queima do carbono interfira no gosto do alimento, esturricando as peças que estão sendo assadas. A parrillada geralmente é acompanhada com as vísceras do gado, como moelas, rins, fígado e intestino.

Praça Independência - fica no fim da avenida 18 de Julho em Montevideu, ao redor estão localizados alguns dos pontos mais famosos da cidade, como a estátua e mausoléu do José Ortigas, o Teatro Sólis e a porta da cidadela, conhecida como Cidade Velha, um dos primeiros bairros do município.

Fonte dos cadeados - também fica localizado na avenida 18 de Julho, uma fonte de água repleta de cadeados que foram pendurados por moradores e visitantes.

Feira de Tristan Narvaja - acontece há 100 anos todos os domingos, vai das 9h às 15h, na rua Tristan Narvaja. Tem barracas que comercializam desde artesanato a antiguidades.

Mercado do Porto - inaugurado em 1868 na Cidade Velha, reúne diversos restaurantes que oferecem as famosas parrillas.

Bairro Cidade Velha - um dos primeiros bairros de Montevideu, super charmoso com arquitetura típica e repleto de cafés e lojas.

Parque Rodó - é um dos maiores e mais antigos parques urbanos de Montevidéu, com uma área de 85 hectares no bairro Punta Carretas, perto do centro da cidade. Seu nome é uma homenagem a um importante escritor uruguaio, José Enrique Rodó. Considerado uma das principais áreas de lazer da cidade, o parque possui uma grande área verde com vários monumentos, estátuas e fontes, além de um pequeno lago.

Colônia Del Sacramento - é uma cidade histórica que fica localizada apenas há 180 quilômetros de distância de Montevideu, uma das primeiras cidades do país, fundada em 1670. O bairro Centro Histórico é tombado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura). Dá pra fazer o Centro Histórico a pé da cidade em um dia. Colônia também foi a única cidade uruguaia que foi colonizada por Portugal e Espanha.

Puerta de La Cidadela - construída em 1875 em Colônia, faz parte da muralha que protegia a cidade de invasões, é feita de pedras.

Praça Mayor 25 de Maio - localizado no Centro de Colônia, com restaurantes, museus e farol e vista pro Rio de La Plata.

Museus da Colônia - são vários na cidade: Museu General Dias, Museu dos Azulejos, Museu Espanhol e Museu Português.

Rua dos Suspiros - rua pequena e curta de Colônia do Sacramento, no século 17 na ladeira subiam os que estavam condenados ao morte, e no século 18 era cheia de meretrizes, os marinheiros passavam na rua antes de embarcar, e era possível escutar vários suspiros e gemidos quem passava por lá, por isso tal nome.

Basílica do Santíssimo Sacramento - a mais antiga do Uruguai, localizada em Colônia, já foi reconstruída algumas vezes devido à algumas guerras.

Plaza de Toros - inaugurada em 1910, sediou apenas 8 touradas, pois em 2 anos o Uruguai criou uma lei proibindo a atividade no país. O acesso não é permitido, só por fora é possível visitar o local, que é bem bonito. Fica em colônia do Sacramento.

General Flores - principal rua da cidade de Colônia, com comércio, termina no Rio de la Plata, dá para assistir o por do sol especial no local.

Punta Del Este - cidade localizada no estado de Maldonado, é considerada um dos balneários mais luxuosos da América do Sul. É extremamente turístico, e a cidade é responsável pela maior receita do Uruguai. Repleta de praias, balneários e cassinos, foi fundada em 1829.

Ponte Ondulada - construída em 1965 e tem uma arquitetura especial, fica no caminho pra La Barra, uma das regiões mais badaladas de Punta Del Este que é formada por três praias e diversas baladas.

Museu Del Mar - um dos maiores museus sobre o mar do mundo, com 10 mil exemplares no acervo. Custa $ 160 pesos a entrada.

Avenida Gorlero - principal avenida de Punta Del Este que tem restaurantes, bares e lojas.

Playa de Los Ingleses - fica na ponta da península, próximo ao porto de Punta Del Este, no local fica localizado também as Las Serenitas, monumento em forma de sereias feito com material reciclável.

Playa Brava - principal praia de Punta Del Este, onde fica localizado o monumento Al Ahogado, também chamado de Los Dedos ou Las Manos, obra que foi feita por um escultor chileno em 1932, que fez a obra em apenas seis dias em um concurso de arte local. O monumento foi feito com o intuito de advertência que procura dizer que por atrás das belezas há o perigo, por que muitas pessoas se afogavam naquela praia antigamente.

Museu Ralli - localizado em Punta Del Este, o acervo conta com obras de artistas visuais latinos, também de Dali, abre somente aos sábados e domingos.

Las Grutas - fica em Punta Ballena, 16 quilômetros de distância de Punta Del Este. É um monumento natural que conta com grutas e uma caverna que já foi um bar.

Casapueblo - hotel e museu projetado pelo artista e arquiteto uruguaio Carlos Páez Vilaró, é a antiga casa de verão do artista plástico, atualmente o local, que é todo branco, tornou-se uma cidadela-escultura que inclui também uma galeria de arte e restaurantes. Tem uma arquitetura excepcional e um por do sol único. A entrada tem o custo de $ 300 pesos por pessoa, que são consumíveis.

Cabo Polonio - é um povoado do Uruguai localizado no Departamento de Rocha. Próximo a sua costa, localizam-se três pequenas ilhas que servem de morada para lobos-marinhos: La Rosa, La Encantada e el Islote. É uma vila pequena mais isolada, com cerca de 40 famílias de pescadores, que fica há 100 quilômetros da fronteira, a energia elétrica do local funciona à base de geradores, então vale a pena levar uma lanterna. A vila iniciou graças a um naufrágio, e as pessoas que sobreviveram foram os primeiros habitantes da vila - o nome do local, inclusive, era o nome do capitão desse navio que afundou. A vila é tombada como patrimônio pela Unesco, é uma das maiores reservas de lobos marinhos do mundo, e é necessário atravessar oito quilômetros de dunas para chegar ao local, ao custo de $ 160 pesos por pessoa. Também tem um farol que tem uma visão especial com entrada de $ 25 pesos por pessoa.

Punta Del Diablo - é um povoado de pescadores situado ao lado do Parque Nacional de Santa Teresa, no Departamento de Rocha. Localiza-se a 298 quilômetros da capital do país, Montevidéu. A geografia do local é feita por três pontas que formam um tridente, e é formada por três praias principais, a Praia dos Pescadores , a Praia da Viúva e a Praia de Le Rivero - além da Praia Grande. A vila é feita de casas simples e cabanas rústicas, as ruas são de terra e não são asfaltadas. Há 13 quilômetros de distância fica localizado a Fortaleza de Santa Tereza, um forte histórico do Uruguai.

TEM ALGUMA DÚVIDA OU PROCURA ALGUMA DICA ESPECÍFICA? ENVIA UMA MENSAGEM ATRAVÉS DAS REDES SOCIAIS.

POSTS RECENTES:
PROCURE POR TAGS: