Brasil: sobre o poder da amizade e porque o Rio de Janeiro continua lindo

Cresceu sentindo-se bem com a solidão, o lugar mais seguro que conheceu. A certeza de que irmãos espalhados por outros oceanos e continentes compartilhavam dos mesmos sentimentos que os seus lhe trazia segurança. Esse era o segredo para o sucesso: confiança.

Entretanto, confiante, confundia-se. A generosidade e a ânsia em agradar, a esquisita combinação entre sofisticação e provincianismo, a rudeza das emoções que por vezes lhe fazia indelicado e facilmente ofendido lhe tornaram um homem perigoso. Unitário-universalista, libertário, intangível. Mas era um bom homem. Ainda se importava com alguma coisa. E acreditava que isso era o suficiente para salvá-lo. O que havia perdido em entusiasmo juvenil ganhou em experiência, que veio acompanhada de um sentimento de realização que libertava seu espírito.

Juntou-se ao melhor amigo de infância de tantas outras aventuras para revisitar a cidade maravilhosa. Eram fortes juntos pois é essa a essência da amizade: força. O Rio de Janeiro sempre seria único e especial, como uma amizade verdadeira.

Terra prometida de beleza e fúria. Quente, sensual, exótico, diferente. Havia um truque em uma das cidades mais amadas e armadas do Brasil. E ele até sabia que truque era esse, quem estava fazendo-o e quem era o alvo do mesmo, e ainda que com certa repulsa a tal sistema, gostava muito daquela capital onde seus pais se amaram e viveram durante quase uma década, onde suas irmãs nasceram, onde ele mesmo se apaixonou um bocado de vezes por corpos e corações calorosos.

Durante algumas semanas, experimentou a liberdade de não se sentir observado, de acreditar que seu cabelo cresce como deve crescer e que seu andar ondeia como deve ondear. Se viver é diferente de estar vivo, como afirma o provérbio popular, nada é tão satisfatório quanto estar vivo em sua própria terra. Lá fora é bom mas é ruim. Aqui dentro é ruim mas é bom.

As pessoas se afastam porque deduzem mais do que dialogam”.

Autor desconhecido

SABIA QUE? Maior destino turístico internacional do Brasil e da América Latina, a capital fluminense é a cidade brasileira mais conhecida no exterior. Com uma população com cerca de 7 milhões de habitantes, a cidade, que também traz o nome homônimo do próprio estado territorial, possui dezenas de lindas praias ao seu entorno e é um dos municípios mais antigos do país, com 455 anos desde sua fundação. Consequentemente, o Rio de Janeiro também é, junto de São Paulo, a cidade com maior representatividade econômica do país e tem o segundo maior PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil. Com uma geografia única e encantadora, um forte contraste econômico de desigualdade social, a cidade maravilhosa, como é apelidada, também tem sua cultura própria pulsante, sendo um epicentro não só da natureza mas também das artes. Graças à sua natureza o Rio também foi elevado a patrimônio cultural da humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura). O estilo de vida carioca é reconhecido mundialmente e transpõe uma filosofia mais leve, litorânea e feliz. Em contraponto, a cidade também tem altíssimos índices de violência urbana, tendo passado recentemente por uma intervenção militar e crise política.

VOCÊ PRECISA CONHECER:

Leblon - esse bairro localizado na zona Sul do Rio de Janeiro tem um dos metros quadrados mais caros do país talvez por sua localização privilegiada, que fica entre a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Gávea, Ipanema e o Vidigal. Alguns de seus habitantes são nomes da elite cultural, econômica e política carioca. Em contraponto ao bairrismo elitista, o local tem uma vida noturna agitada, com bares e casas noturnas que funcionam 24 horas.

Ipanema - também localizado na zona Sul, o crescimento desse bairro carioca aconteceu no início do século 20, e atualmente tem uma vida cosmopolita bem agitada. A sua praia é única e tem uma localização especial. Pessoalmente, é uma das minhas praias prediletas do Brasil. Ao longo de seus 2,6 quilômetros de extensão estão espalhados diversos bares, muita gente bonita, bastante prática de esportes, e também há os pontos reconhecidos pela divisão democrática de turmas, desde dos tranquilos do posto 11 ao movimento LGBT do posto 9. Aos fins de semana e feriados a avenida também é fechada somente para pedestres, o que traz maior movimento ao local. Vale lembrar que todos os bairros localizados na zona Sul da cidade tem um custo de vida mais elevado, e muitas vezes esse local é ironicamente chamado de bolha social, pelo contraste que há com os outros bairros da capital.

Copacabana - talvez um dos bairros mais queridos do Rio, atrai um grande contingente de turistas para seus mais de cem hotéis, que ficam especialmente cheios durante épocas festivas. É o bairro mais populoso da zona Sul com mais de 160 mil habitantes e tem uma forte representação cultural para a cidade também de modo internacional, sendo referenciado em músicas, artes visuais e cinema.

Gávea - bairro localizado entre a encosta do Morro Dois Irmãos e a margem oeste da Lagoa Rodrigo de Freitas, tem uma visão privilegiada para o Corcovado e a praia de Ipanema, além de acesso ao incrível Jardim Botânico da cidade e a floresta da Tijuca.

Trilha da Pedra da Gávea - a trilha mais desafiadora do Rio tem mais de três quilômetros de extensão em um trajeto íngrime com escalada, mata fechada e alguns trechos com pedras, muitas raízes e lama. A carrasqueira, como é chamado o trecho mais íngrime da pedra, também pode ser feito de rapel ou escalado sem equipamento pelos mais aventureiros. Pessoalmente, eu fiz das suas maneiras – subi sem rapel e desci com o uso do equipamento – e indico ambas as experiências, porém é necessário um bom preparo físico e atenção redobrada. O cansaço da trilha que percorre e sobe o maior bloco de pedra a beira d’água do mundo é recompensado pelo visual único e arrebatador da cidade.

Urca - bairro tradicional que tem como principais pontos o Pão de Açúcar e o Morro da Urca, além de sediar universidades e institutos. A dica aqui é pegar o por do sol na famosa mureta da Urca, que junto do Arpoador, é um dos mais especiais e disputados da capital.

Barra da Tijuca - é uma região administrativa entre o oceano e os maciços da Pedra Branca e a zona Oeste da cidade, é formada em grande parte por ilhas barreiras separaras do continente por um extenso complexo lagunar. É formada por oito bairros. Nessa região shoppings, complexos administrativos, casas noturnas e condomínios super estilosos pairam sobre as praias e a natureza, bem longe do Centro da cidade.

Lapa - bairro boêmio do Rio, possui dezenas de bares e restaurantes. Além de ser famoso pela boêmia, também é reconhecido pelos seus arcos, o Arqueduto da Carioca. Aposte aqui se busca diferentes opções populares de diversão noturna.

Museu de arte contemporânea de Niterói - também chamado de MAC, esse museu projetado por Oscar Niemeyer em forma arquitetônica que assemelha-se à um cálice ou até mesmo um disco voador tornou-se um dos cartões postais da cidade vizinha da capital, Niterói. O equipamento cultural possui um extenso acervo de arte contemporânea brasileira. Imperdível para entusiastas das artes visuais.

Museu do Amanhã - projetado pelo espanhol Santiago Calavatra com aporte financeiro da Fundação Roberto Marinho, o museu tem uma arquitetura potente que remete a uma ossatura de costela e tem mostras que trazem a proposta de cruzamento entre as artes e ciências, e que procuram alertar sobre os perigos das mudanças climáticas, da degradação ambiental e do colapso social.

Parque Lage - parque público lindo localizado aos pés do Corcovado, possui uma área com mais de dezenas de hectares, sendo grande parte dela aberta para visitação, principalmente seu palacete, que abriga o instituto de Belas Artes, e uma escola de Artes Visuais. Além da arte e natureza, aposte nesse passeio para um piquenique, sendo que os macaquinhos espalhados pela farta fauna do parque acrescentam diversão para proposta.

Jockey Club Brasileiro - o que já foi um dos maiores espaços da elite carioca voltado unicamente para assistir apostas de corridas de cavalos atualmente tornou-se também espaço para grandes festas e eventos, então seja se você gosta de cavalos ou shows e baladas, vale a pena consultar a agenda desse espaço tradicional.

Lagoon - o que já foi um complexo com restaurantes, food trucks, cinema e uma vista incrível da Lagoa Rodrigo de Freitas tem atualmente uma boa balada que funciona eventualmente, então se a busca é pela diversão noturna, aqui pode ser uma boa proposta.

Bar do Jobi - o bar localizado no Leblon é reconhecido pela presença de gente bonita, chopp gelado e bons petiscos. Aposte aqui para um happy hour ou esquenta para a balada.

Pizzaria Guanabara - também no Leblon, essa famosa choperia histórica é reduto boêmio de compositores, poetas e artistas, e continua a servir pizzas e pratos saborosos.

Confeitaria Colombo - fundada em 1894 com uma arquitetura Belle Époque, é considerada um dos cafés mais belos do Brasil e está entre os principais pontos turísticos do Centro da cidade. A confeitaria também possui atualmente outras duas filiais na capital carioca.

Búzios - Armação dos Búzios, ou apenas Búzios, como é popularmente conhecido, é um município localizado a 174 quilômetros de distância da capital do estado, e é reconhecido pela península com oito quilômetros de extensão que reúne 23 praias, sendo as mais conhecidas Ferradurinha, Azeda, João Fernandes, Ossos, Tartaruga e Geribá. Cidade turística para veraneio e feriados festivos, Búzios também é conhecida pela prática de iatismo. Uma curiosidade é que a exploração turística e a ocupação imobiliária do local tiveram início após a fama internacional dada a Búzios pela atriz francesa Brigitte Bardot, que a visitou em 1964. Hoje, a cidade é visitada por turistas do mundo inteiro, mas principalmente pelos brasileiros.

TEM ALGUMA DÚVIDA OU PROCURA ALGUMA DICA ESPECÍFICA? ENVIA UMA MENSAGEM ATRAVÉS DAS REDES SOCIAIS.

POSTS RECENTES:
PROCURE POR TAGS:

@2020 - MARCIANO 12024 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS